quinta-feira, 24 de Outubro de 2013

Carne de vaca guisada e viva a crise!

Oh pá tenho que confessar, nem tudo nesta mal fadada crise é mau!
Calma, antes de começarem a chamar-me nomes, leiam o que tenho para vos dizer.
Se até há uns tempos atrás eu podia fazer as compras para casa sem olhar muito aos preços, com os cortes nos salários, aumento dos impostos, sem qualquer tipo de apoio para os filhos, impunha-se a necessidade de controlar certas despesas.
E é nesse aspeto que a crise me modificou e para melhor, enquanto consumidora tornei-me mais consciente, menos gastadora, e admito que em quase tudo me sinto melhor servida que anteriormente.
As compras da casa passaram a ser feitas principalmente no Intermarché, consumo praticamente todos os produtos das marcas próprias, que prefiro às do Continente mas de longe, na realidade as poucas coisas que vou comprando da marca referência e pouco diga-se, é a coca-cola e outros refrigerantes, porque até mesmo os néctares são da marca branca.
Na higiene da casa e da roupa uso tudo da marca Apta e estou bem satisfeita, uma vez por outra aproveito promoções, também uso alguns produtos do LIDL.
Outra coisa que faço é ter atenção às promoções especialmente de carne e peixe, por exemplo vi que no Intermarché a carne de vaca e o bacalhau estavam promoção. Quando saí do trabalho fui lá direitinha, mas àquela hora já havia pouca escolha, no entanto ainda consegui deitar o olho a um bom naco de carne de vaca para guisar.
Desejei que ninguém o pedisse antes de mim, mas azar dos azares, a senhora que estava a ser atendida também teve olho, mas só levou metade.
Quando chegou a minha vez perguntei se não tinham mais, infelizmente não, contentei-me com aquelas 700gr a 3.99€/kg, que me custaram a módica quantia de 2.81€.
Chegada a casa arrumei as compras, fiz o jantar e ainda preparei o almoço do dia seguinte, quando provei um pedaço da carne que se desfez na boca, não podia ter ficado mais satisfeita.
E pronto é isto, quem é que não se sente satisfeito quando faz refeições caseiras deliciosas, faz boas compras e mesmo assim consegue poupar?
 

Cortar a carne aos cubos grandes

 
 Refogar uma cebola, 2 alhos com 2 folhas de louro uma pitada de sal e azeite


Adicionar a carne, temperar com um pouco de sal e pimenta envolver no refogado. Deixar alourar cerca 5 minutos

 
Adicionar uma cenoura corta aos pedaços

   
Adicionar cerca de 150 gr de tomate triturado com uma pitada de açúcar
 

Adicionar cerca de 100ml de caldo de carne (este é caseiro) ou um pouco de vinho branco, atenção ao sal 

Tapar e deixar cozinhar cerca de 1h45m em lume brando, verifique a meio se tem molho suficiente


Prove a carne, se necessário cozinhe mais um pouco ou retifique os temperos. 
Para acompanhar, arroz branco, massa ou um bom puré de batata. 

Bom proveito!

segunda-feira, 14 de Outubro de 2013

Cadeiras Auto grupo 2/3 - indecisão


O meu filho mais novo tem crescido tanto e tão rápido que a roupa e os sapatos é um vê se te avias!
Já antes de ir de férias andei a pesquisar outra cadeira auto, porque a dele é do grupo 1/2, ou seja até aos 18 kg, e ele estava em franca progressão para ultrapassar essa fasquia.
Escusado será dizer que já a passou, atualmente está perto dos 20 kg por isso não vou poder adiar a decisão por muito mais tempo.
A internet é ótima para isto e num instante consegui comparar os mesmos produtos em 4 lojas on-line diferentes, El Corte Inglês, Toysrus, Autobrinca e Zippy.
Os preços andam mais ou menos ela por ela, à exceção da Zippy que apenas numa das cinca cadeiras que pesquisei é que não apresenta o preço mais caro.
No lado oposto há a Autobrinca que apresenta tem preços mais baratos para todas as cadeiras e envia à cobrança, o que é uma segurança para quem compra on-line.
A minha decisão está praticamente tomada, o meu carro tem sistema de isofix e esta vai a ser a cadeira que vamos utilizar nas viagens, por isso prefiro a Chicco Auto-Key Ultrafix porque é regulável em altura e largura e ainda porque reclina o assento (nem que seja apenas 2 posições) e claro porque tem o sistema de isofix.
Quanto a pagamentos tanto o  El Corte Inglês como o Toysrus tem opção do pagamento por Paypal ou Cartão de crédito e as entregas são gratuitas, a Zippy não vende on line e como já referi a Autobrinca envia à cobrança.
Como pode ser útil a mais alguém aqui deixo fotos da cadeiras para poderem comparar preços e opções.
 
Auto Key Ultrafix encosto é regulável em 8 posições de altura, e também na largura, encosto da cadeira é reclinável
Preços: El Corte Inglês 161.46€; Toysrus 159€; Autobrinca 151.20€; Zippy 189€
Oásis Regulável em altura e largura, banco reclinável uma boa cadeira
Preços: El Corte Inglês 169.96€; Autobrinca159.2€; Zippy 199€; Toysrus n/ apresenta
Auto Key boa escolha para quem não tem sistema isofix regulável em altura e  largura
Preços: El Corte Inglês 132.13€; Toysrus 169€; Autobrinca 124€; Zippy 155€ 
 
Max 3 boa escolha para uma segunda cadeira - só regula o apoio de cabeça
Preços; El Corte Inglês 89.63€; Autobrinca 79.20€; Zippy 109€; Toysrus n/ apresenta
Neptune regula as correias e o apoio de cabeça
Preços:  El Corte Inglês 127.03€; Toysrus 139€; Autobrinca 119.2€ Zippy n/ apresenta

sexta-feira, 11 de Outubro de 2013

Por aqui vou indo e hoje trago coelho

Olá a todos

Como o título da mensagem sugere eu por aqui vou indo, e sim, continuo a gostar de cozinhar, mais do que nunca talvez.
Mas tal como em muitas outras coisas a idade tem-me trazido serenidade suficiente para decidir o que me apetece fazer, e andar a correr a publicar coisas no blogue só porque sim, não é nada que me satisfaça o ego.
Claro que sinto falta, e por vezes tenho vontade de vos contar alguma coisa, mas como o meu filho mais novo disse ao pai no outro dia, eu sou muito ocupada e se não for nesse momento, depois perde a piada.
Querem saber o que me dá realmente prazer, é continuar a ser surpreendida por cozinheiros que desconhecia como a Rachel Allen, o James Martin ou a Rachel Koo, é sonhar que um dia posso ir visitar a Annabel Langbein à sua cabana no lago Wanaka - Nova Zelândia.
É continuar a dar o melhor de mim à minha família, e amar cada vez mais a vida e os meus filhos e acima de tudo, é não estar  acomodada ao que tenho, é ter a capacidade e a necessidade de idealizar outras coisas para o meu futuro.
E claro, outra coisa que me dá prazer além de tudo que referi é, como é óbvio, comer!
O coelho não é, por norma, visita assídua na minha cozinha, mas como durante a semana temos menos um lugar à mesa  (é verdade, o meu filho mais velho já foi para a faculdade) aproveito para fazer algumas refeições que não eram tanto do seu agrado.
A receita que hoje trago, em jeito de reinício dos trabalhos aqui no blogue, é coelho no forno espero que seja do vosso agrado.
 
 
 

Ingredientes:
 
1 coelho
1 cebola
4 alhos
1 alho francês
1 cenoura
2 marmelos
louro
alecrim fresco
vinho branco
sal
pimenta (uso sempre 5 bagas)
colorau
azeite
600gr batatinhas para assar
 
Preparação:
Para a marinada coloque na travesse de ir ao forno o coelho junte a cebola cortada às rodelas, o louro, os alhos e o alecrim picados, tempere com sal, pimenta, colorau e vinho branco.
Tape com folha de alumínio e película aderente e reserve no frigorífico (quanto mais tempo marinar mais saboroso fica).
Pré-aqueça o forno a 170ºC/180ºC  descasque as batatas a cenoura e o marmelo adicione ao coelho regue com azeite de boa qualidade envolva todos os ingredientes no molho, retifique os temperos se necessário e leve ao forno cerca de 1h20.
Bom apetite!
 
Nota: Os marmelos vêm acrescentar um toque ácido ao coelho que por sua vez tem um sabor mais adocicado, penso que também deve resultar bem com maçã,  é tudo uma questão de gosto.
Se necessário acrescente um pouco de água ou mais vinho branco para o assado não ficar seco, caso contrário, se tiver líquido a mais, retire e reserve no fim verta por cima do cozinhado.

quinta-feira, 13 de Junho de 2013

37 já cá moram

Olá meus amigos!
 
Tenho andado desaparecida, por um conjunto vário de razões, que não importa agora mencionar, mas nada que traga mal ao mundo, ou mim.
No dia 4 de junho completei mais um aniversário, e a verdade é que os 37 estão a "bater fundo cá dentro" (agora compreendo a Fanny) e uma pessoa tenta por todos os meios contrariar as marcas do tempo.
Se eu já tinha declarado guerra às rugas e teve a sorte bestial de integrar o projeto Cuidado Dia Revitalift Laser X3 da TRND PORTUGAL, chegou também o momento de declarar guerra à gordurinha e à celulite.
No tratamento do primeiro problema recomendo vivamente o uso do sérum e do creme da gama Revitalift  Laser X3, não é tanga, as rugas diminuem mesmo, a pele fica luminosa, com elasticidade e muito confortável. O senão é custarem 30€ cada creme, se puderem comprem o de olhos também.
Para o segundo, mas não menos grande problema, aconselho a praticarem desporto, beberem muita água e seguirem uma alimentação saudável.
Após muitas negociações para fazer tratamentos de endermologia, cavitação, preços para a frente, promoções para trás, packs, etc etc, comecei a utilizar a bicicleta elíptica que o meu marido instalou no jardim e a comer um bocadinho menos.
A verdade é que ao fim de pouco mais de uma semana a praticar diariamente 30 minutos já se começam a notar alterações.
Também comprei o creme tonificante da Garnier Body Tonic  (8€ preço normal para qualquer hidratante corporal) que uso de manhã e à noite e umas ampolas anti-celulíticas  Postquam (18€ através do site de descontos Voucher SAPO) que estou a aplicar à noite com muitaaaa massagem, uma espécie de drenagem linfática caseira.
Em geral as minhas formas começam a ficar mais definidas e mais firmes, nas pernas noto ainda um aspeto mais uniforme e mais sedosas ao toque, também alguma perca de volume na região dos glúteos.
Daqui a um mês vou de férias e espero voltar a estar em forma como há alguns anos atrás, em que me sentia melhor no meu corpo.
Para não ficarem a pensar que eu ando para aqui desmotivada por causa da idade, vou confessar-vos que, à parte destas questões estéticas, gosto muito mais de mim agora, e só me pergunto porque é que uma pessoa não consegue atingir este nível de sabedoria e auto-conhecimento aos 20 e poucos, dava um jeitão caramba!
Beijinhos, fiquem bem :)
 
04/06 Nazaré com o meu "paquanino/gande"


37th - foto para a posteridade
 

sexta-feira, 31 de Maio de 2013

Paella Olé, Olé!

No passado fim de semana ao ver o programa Cook Along do frenético Gordon Ramsay, tenho quase a certeza que não suportaria estar muito tempo ao pé deste homem, parece que tem picos nos pés, dá-me nervos!
Mas ia eu a dizer que estava a ver o programa e o prato principal era uma Paella, muito simples e rápida de confecionar, bem deu-me uma vontade de comer uma, nem vos conto.
Consegui suportar três dias até fazer a minha, e nem a falta da frigideira própria e do arroz de paella, ou arbóreo, me impediu de matar o desejo.
Isto não é uma paella tradicional, é uma versão minha inspirada nessa tal receita do Ramsay e noutra da Ina Garten (utilização de arroz basmati), mas mesmo assim ficou muito apetitosa.




Ingredientes para 4:
Podem variar consoante o gosto pessoal de cada um
2 Caldos Knorr
1,5lt de água
1 cebola grande
4 alhos
½ pimento vermelho
½ pimento verde
150 gr de ervilhas
1 piri -piri
1 cl de sopa rasa de açafrão (depende do gosto)
2 colheres de sopa de tomate triturado
Azeite
Sal
Salsa
1 limão
6 camarões grandes com casca
4 pernas e coxas de frango
5 salsichas de churrasco pequenas (usei marca Dia)
200 gr de miolo de camarão
1 caneca de arroz basmati ou arroz especial para paella


Preparação:

1. Desfaça os caldos Knorr de galinha em água 1,5lt a ferver e reserve.
2. Refogue a cebola e os alhos, adicione o tomate triturado, os pimentos cortados aos cubos e o frango, junte um pouco de caldo, tempere com um pouco de sal e deixe cozinhar em lume brando cerca de 15 minutos.
3. Adicione o açafrão as salsichas cortadas às rodelas, as ervilhas e o miolo de camarão e cozinhe mais 5 minutos.
4. Adicione mais 2 canecas medidas de arroz, retifique os temperos e deixe cozinhar o tempo indicado na embalagem. Vá mexendo com um garfo para os bagos se soltarem, e se necessário vá acrescente mais caldo cerca de 2 minutos antes de retirar o arroz adicione os camarões inteiros.
5. Sirva numa travessa grande, ou na frigideira da paella, com limão cortado aos quartos e polvilhe com salsa fresca picada.

Bom Apetite!
 

segunda-feira, 27 de Maio de 2013

Dourada no forno com limão e rosmaninho e migas de brócolos

Bom dia!
Eu não tenho esquecido de vocês,  nem das novidades das outras cozinhas, mas não tem sido possível vir aqui publicar.
Estou apenas de passagem para vos deixar com uma sugestão para "grelhar" peixe no forno e uma outra forma de comer migas.
Aproveitem a primavera envergonhada e gozem a vida, apesar das dificuldades há sempre coisas boas às quais nos devemos agarrar.
Descubram as maravilhas das vossas terras, passeiam a pé com a família, façam programas com os amigos, sejam felizes!
Um beijinho muito grande para todos e votos de uma boa semana.
 


Ingredientes:
1 dourada grande escalada
1/2 broa de milho
1 couve brócolo
2 dentes de alho
1 limão
1 pé rosmaninho
azeite
sal
 

Preparação:
Tempere o peixe com  sal, o rosmaninho picado e regue com sumo de limão e azeite;
Leve ao forno pré aquecido a 170ºC cerca de 20/30 minutos, de preferência num tabuleiro com grelha para não estar a cozer no próprio molho.
Coza os brócolos em água a ferver com sal, escorra e reserve mas guarde uma parte do caldo.
Corte a broa em fatias finas, aqueça uma frigideira anti aderente com azeite e os alhos esmagados com casca e rosmaninho e toste o pão, vá juntando mais azeite durante o processo.
Coloque no fundo de tabuleiro uma camada de pão, regue com um pouco do caldo dos brócolos, junte os brócolos e vá repetindo a operação até terminar os ingredientes.
Retire o peixe do forno e sirva de imediato

Bom Apetite!
 

terça-feira, 30 de Abril de 2013

Arroz de Gambas e um agradecimento

Não é uma inovação, mas é algo tão bom e tão fácil que eu não quero guardar só para mim.
Como já se devem ter apercebido gostamos muito de arroz de peixe, arroz de marisco e de tudo o que leve basicamente arroz.
E se há muito tempo atrás fazer este prato era uma tarefa para me deixar com nervoso miudinho, agora é um prazer. E não, não foi feito na Bimby, mas pode fazer-se.
O fim-de-semana prolongado foi, tal como tinha anunciado, dedicado a limpezas e arrumações de primavera e no domingo não me apetecia sair, nem ir almoçar fora, pelo que a decisão mais sensata foi preparar esta bela refeição.
O meu agradecimento, ou melhor os meus agradecimentos vão, obviamente, para o Sr. Ministro Vítor Gaspar. Graças à sua austeridade e "brutal aumento de impostos" obrigou-me a ficar em casa tipo gata borralheira e a deixar tudo impecável, mas também porque sempre que pensamos em ir comer fora é inevitável não pensarmos na conta final.
E pronto, é isto. A receita é do Chef Henrique Sá Pessoa, é simples e para quem gosta deste tipo de prato é um deleite.

Ingredientes 3 pessoas:
1 Embalagem 800gr de gambas usei da Pescanova
2 tomates grandes muito maduros (usei congelados)
1 caneca e meia mais ou menos 300gr de arroz carolino
1 cebola grande para refogar
1 cebola pequena para cozer com o camarão
2 piri-piris
3 alhos
1/2 pimento verde ou vermelho
6 rodelas de chouriço de boa qualidade
15ml de vinho branco
coentros
sal
azeite
 

 
 
Preparação:
Coloque ao lume uma panela com água a cebola inteira com casca, o piri-piri e sal (boa quantidade) quando levantar fervura adicione o camarão congelado, deixe cozer 2 minutos após levantar novamente fervura. Retire com uma escumadeira, passe por água fria e leve ao congelador. Coe  o caldo com uma rede fina e reserve.
Pique a cebola os alhos, os talos do coentros e o tomate sem pele.
Leve a refogar a cebola com os alhos, as rodelas de chouriço cortadas finamente e os talos do coentros também picados finamente. Quando a cebola ficar  translúcida adicione o tomate picado e o pimento cortado às tiras,  deixe cozinhar por 10m em lume brando com tampa.
Entretanto descasque os camarões, reserve apenas alguns inteiros  para decoração. (Se desejar guarde as cascas para fazer um creme de camarão).
Adicione o vinho e deixe evaporar 2 minutos, junte de seguida o arroz envolva bem com um garfo e por fim adicione o caldo cerca de 4 canecas e meia, mas atenção ao sal se necessário misture metade água, outra metade caldo.
Deixe cozinhar tapado cerca de 10 minutos em lume médio/brando, vá mexendo para soltar o arroz e se necessário junte mais caldo.
Sirva de imediato com coentros frescos.
Bom Apetite!

quinta-feira, 25 de Abril de 2013

À espera do meu Kit Revitalift Laser X3

Olá!
Tenho que partilhar o motivo da minha satisfação com vocês.
Como referi no post anterior, inscrevi-me na comunidade TRND para poder participar em provas de novos produtos, isto na segunda-feira.
Por isso qual não foi o meu espanto esta tarde, quando recebi o email de confirmação para o projeto do Cuidado Dia Revitalift Laser X3, o anti-rugas que desafia a eficácia de uma sessão laser.
Eu já tive a oportunidade de experimentar uma amostra que trouxe do Continente e devo dizer que gostei bastante logo da primeira sensação, a pele do pescoço ficou muito suave e uniformizada.
Seremos 2.000 trnders a experimentar e dar a conhecer o Cuidado Dia da gama Revitalift Laser X3, de L’Oréal Paris composta por 3 produtos que se complementam para um intenso cuidado da pele: o Cuidado Dia, o Sérum e o Cuidado Olhos.
Para mais informação deste e de outros projetos sigam este link. http://www.trnd.com/pt/p/loreal-revitalift-laser-x3/2013/04/25/a-acompanhar-nos-da-marca/

quarta-feira, 24 de Abril de 2013

Coisas de "gajas"

Eu até não gosto muito da expressão "gajas" porque me ocorre sempre o sentido pejorativo da palavra, mas tenho que reconhecer que em determinado contexto faz todo o sentido o uso da mesma.
Com o passar dos anos, nós mulheres, acabamos inevitavelmente por ter mais preocupações com o nosso aspeto, coisa que até aos 30 não nos tirava o sono, e isto é tipicamente uma coisa de "gaja"
Bom, não é que isso me cause insónias, mas tenho que reconhecer que não acordo com a mesma carinha de anjo, tenho que reconhecer que os cabelos brancos começam a brotar no alto da minha cabecinha, e que as rugas de expressão já começavam a ganhar terreno.
Alto aí, posso não me preocupar demasiado com isso, mas quero preservar o meu aspeto jovem ao máximo.
Depois do meu filho mais novo nascer, fiz tratamentos de rosto para diminuir as manchas provocadas pela gravidez, fiz preenchimento de rugas e sei lá mais o quê, porque as senhoras do SPA's são mestras em impingir uma parafernália de tratamentos, todos eles mais ou menos infalíveis.
Sei que gastei uma boa maquia, mas nessa altura eu podia cometer certas extravagâncias, e o resultado também foi muito bom, tenho que reconhecer.
Mas depois veio a história da crise, da troika e bando de fdp, ou filhos de "gajas da vida" que nos diminuíram o rendimento familiar, precisamente quando a família aumentou.
Então tive que redimensionar o orçamento das extravagancias, posso ter menos dinheiro, mas continuo a ter as mesmas necessidades, procurar produtos de tratamento de rosto que me deixem bonitinha a mim, sem arruinarem a carteira foi o caminho.
Comecei por experimentar da Nívea gama completa, ainda uso alguns para limpeza de rosto, mas em termos de hidratação e no combate às rugas não fiquei totalmente convencida.
Depois virei-me para a L´Oréal gama completa do Código da Juventude e recomendo vivamente.
Da Garnier posso dizer que já experimentei os cremes de dia e de noite, o creme de olhos da gama Ultralift e o BB Cream. No que diz respeito aos cremes hidratantes a minha pele não gostou muito, talvez sejam demasiados gordurosos, já o BB Cream (só experimentei 1) quando se aplica tudo bem, mas ao fim de algumas horas a pele fica às manchas. Ahh e muito importante, aplico-o sempre depois de um sérum, nunca exclusivamente como creme hidratante. O creme de olhos só tenho a dizer bem, no meu caso funciona melhor que o da L´Oréal.
Resumindo, os meus  produtos de cuidado do rosto não vão além dos 20€, à exceção da espuma anti manchas, compro-os no hipermercado e muitas vezes aproveito promoções, aqui estão eles:

 
Ritual diário de cuidados do rosto:
 
Manhã
Limpeza com a espuma anti-manchas
Tonificar  - Tónico Suave Nivea
Hidratar - Serum L'Oréal, Creme de Dia Diadermine Lift com proteção solar (comprei porque estava em promoção, 2 por cerca de 15€, vamos a ver se não me arrependo)
Creme de olhos - Garnier ultralift
Maquilhagem - BB Cream outras vezes com Base também com proteção solar
 
Noite:
Remover Maquilhagem- Leite  L'Oréal
Limpeza - Gel Nivea (1 a 2 x por semana faço a máscara purificante)
Tonificar  - Tónico Suave Nivea
Hidratar - Serum L'Oréal, Creme de Noite Garnier Ultralift
Creme de olhos - Garnier Ultralift


já são quase 37 e tanto trabalho para isto :)
 Mas isto cada caso é um caso, e no que diz respeito à pele é ainda mais complexo, por isso há que ir experimentando para ver o que nos serve melhor.
Entretanto inscrevi-me na TRND para poder participar em programas que envolvam testes a produtos e inquéritos de consumo.
Espero que este post seja útil e aguardo pelas vossas opiniões, porque a mim interessa-me muito saber de outras experiências.
Beijinhos


terça-feira, 23 de Abril de 2013

O meu livro favorito é...

Hoje é dia do livro e eu gosto de ler, mas não leio tanto como há uns anos atrás, por isso venho aqui dizer que:
O livro português que mais gostei de ler foi - Equador e o meu marido detesta que eu diga isto!
O livro estrangeiro que mais gostei de ler foi: Retrato a Sépia
O livro mais nojento que li foi: O Perfume mas recomendo vivamente;
O livro mais difícil que li foi um romance indiano com 3 volumes imensos cujo o nome não me recordo, mas lembro-me da história.
O último livro que li foi - As Vinhas da Ilusão e gostei;
Depois há os livros dos quais me envergonho de ter gostado de ler, como os primeiros da "supér tiaaaá" Margarida Rebelo Pinto, tão vazia de tudo... mas pronto eu era nova e andava numa fase em que não podia matar a cabecinha com grandes enredos.
Mas tenho que agradecer à criatura, pois despertou-me o gosto pela leitura, ainda que tenha começado pela chamada literatura "light"
E sim, também tive a minha fase de Nicholas Sparks, até enjoar, depois veio o código de Da Vinci e as suas sequelas até enjoar também, entretanto fui-me divertindo a ler quase todos os Harry Potter deste mundo e outras tantas coisas, que se fosse falar em todas estava aqui até sei lá quando (é que eu já trabalhei numa biblioteca).
Para celebrar o dia do livro comprei há pouco via internet, na FNAC, A Dieta dos 31 Dias da Nutricionista Ágata Roquete e por isso tive direito  um desconto jeitoso, mas utilizei o meu saldo de 10€ e paguei apenas 2.80€!!!!
Espero ficar tão contente com o resultado da dieta e com as receitas, como fiquei com o preço do livro.
Agora uma sugestão saudável para vocês, que eu sei que gostam de arroz de peixe.
 

Ingredientes 3 pessoas:

2 lombos de salmão (LIDL)
150 gr de gambas já cozidas (usei sobras que tinha congeladas)
1 caneca de arroz carolinho
1 cebola média
2 dentes de alho
2 tomates grandes maduros (usei congelados)
2 caneca e 1/2 de água
1/2 pimento verde (usei vermelho)
azeite
coentros
sal
piri-piri

Preparação:

Refogue ligeiramente a cebola e os alhos com um fio de azeite. Tempere o salmão com um pouco de sal e junte inteiro ao refogado para ganhar cor: Vá virando com cuidado, não é preciso deixar cozinhar totalmente. Retire e reserve .
Adicione o tomate picado finamente e deixe cozinhar em lume médio cerca de 10 minutos, até ficar um molho mais homogéneo. Como usei congelado deitou muita água para o molho.
Adicione o arroz, tempere com sal e piri-piri a gosto envolva bem e junte o pimento cortado às tiras finas e a água já a ferver, tape e cozinhe cerca de 10/12 até o arroz cozido soltinho mas com muito molho. Cerca de 2 minutos antes de retirar do lume junte o salmão partido em lascas grossas e as gambas previamente cozidas. Retire do lume e sirva de imediato polvilhado com coentros frescos.
Bom apetite!

segunda-feira, 22 de Abril de 2013

Doce fresco de morango

Olá amigos!
Esta semana começa com a promessa de ser mais curta porque eu, tal como muitos outros portugueses vou fazer a ponte, palavra que, desde que vivemos entroikados, soa a pura pornografia. Mas estou-me perfeitamente nas tintas, afinal cada vez me pagam menos, no meu recibo de vencimento ainda consta a referência a duodécimos do subsídio de natal, que afinal serão referentes ao subsídio de férias.
Por isso que moral têm estes senhores para me criticar se tiro um dia de férias, das quais tenho direito por lei, para poder gozar 4 dias que me vão dar jeito para organizar tarefas domésticas? Nenhuma, presumo eu.
No dia feriado talvez aproveite para dar uma voltinha e fazer umas compras para casa e para o jardim, preciso de organizar a roupa de vestir e mudar definitivamente tudo para o modo primavera/verão.
Na sexta-feira, com os homens da casa fora, vou dedicar-me a arrumar os roupeiros, tarefa que aliás detesto, mas que não pode ser adiada por mais tempo, não senhora!
Na cozinha também já houve lugar a mudanças, o forno vai tendo muito menos trabalho, a comida é mais leve e fresca, as saladas e a fruta estão em vantagem, mas que está a ganhar são os morangos, não haja dúvida.
Há umas semanas atrás o meu filho mais velho fez um semifrio de morangos e iogurte, receita da São que pode ser vista aqui. Para primeira experiência do rapaz não saiu nada mal, mas na nossa opinião estava pouco doce.
No fim de semana lancei-lhe mais um desafio que foi igualmente superado, mas temos sempre uma melhoria a sugerir, que neste caso é substituir as bolachas maria por palitos de champanhe.
Espero que gostem destas duas sugestões fresquinhas, apesar das calorias, mas façam como eu comam só ao fim-de-semana, mais vale comer poucas vezes mas que nos satisfaça. 
 A receita veio do doce fresco veio daqui








Semifrio de morango e iogurte
Semifrio de morango e iogurte
  


Em breve os morangos serão daqui
Boa semana a todos, beijinhos!

terça-feira, 16 de Abril de 2013

O Snack da vizinha

Não sei por vocês, mas escolher o que vestir e calçar nesta altura do ano é uma grande dor de cabeça.
Por um lado já está muito calor para botas e camisolas, mas ainda não é o suficiente para sandálias e t-shirts, se não tivermos uma boa dose de bom-senso e aliada a alguma orientação meteorológica, ainda corremos o risco de sair de casa com combinações absolutamente ridículas!
Mas apesar dessas dificuldades, que aposto afetarem muito mais as mulheres que os homens, não me queixo nada deste tempo, muito pelo contrário.
É que se ele pode trazer algumas reticências no que diz respeito à indumentária, não me deixa qualquer espécie de dúvida em decretar oficialmente aberta a época dos petiscos e dos grelhados na esplanada.
E foi assim que no passado sábado torei o pó à minha mobília de jardim, almoçámos uma salada de atum e lanchámos umas “pataniscas” que eu vou passar a chamar de snack da vizinha, porque foi uma receita simples, mas muito saborosa que a minha vizinha Marta partilhou comigo.
Espero que gostem, porque isto é mesmo o tipo de petisco que se presta a ser saboreado na rua com uma cervejinha bem gelada e claro, em boa companhia.
Boa semana a todos!

com alface e tomate

deu uma bela sandocha

 
Ingredientes (fiz a olho seguindo as indicações da minha vizinha):
Sobras de arroz cozido
Ovos
Farinha maizena ou outra
Bacon
Salsa
Cebolinho
Pimenta
Sal
Preparação:
Triture o arroz e a quantidade de bacon desejada coloque numa taça, junte a farinha vá adicionando os ovos até obter aconsistência adequada para que consiga fritar, não deve ficar demasiado liquido mas também não deve ficar muito espesso, para não se tornarem maçudos.
Tempere com sal e pimenta, mas tenha em atenção ao sal do bacon, adicione as ervas aromáticas picadas finamente, envolva muito bem e deixe repousar cerca de 15 minutos.
Antes de cozinhar volte a envolver, podem fritar-se,ou em alternativa, fazer tipo panquecas numa frigideira antiaderente com apenas um fio de azeite. Resulta das duas maneiras e acompanham bem no pão, ou no prato com uma salada verde.
Bom apetite!
 

segunda-feira, 8 de Abril de 2013

Gosto disto - Petit Marseillais

Não tenho por hábito partilhar este tipo de informação convosco, mas não gosto de guardar as coisas boas só para mim, como já devem ter percebido.
É por isso que venho aqui falar do creme de mãos da marca Petit Marseillais, foi um dos primeiros produtos que comecei a gastar desta marca, graças à minha queria irmã e estou muito satisfeita.
Para quem como eu passa a vida a maltratar as suas mãos e não gosta muito de luvas, a hidratação é uma dor de cabeça, especialmente se já tiver problemas de pele seca, que é o meu caso.
Com este creme a hidratação é permanente, não apenas quando acabamos de o aplicar e não é gorduroso, como a maioria dos outros de outras marcas.
Além disso vende-se em qualquer superfície comercial e o preço varia entre os 2.80€ a 3.00€, ou seja é bastante em conta.
Também já usei este gel de banho de flor de laranjeira tem um perfume suave e deixa a pele macia, menos bom é o preço, mais ou menos 3.49€ por 250ml.
Neste caso opto por um dermatológico do Intermarche da marca da Labell 2.29€ por 500ml e é muito bom, porque com com a malta nova lá de casa o gel de banho evapora-se!
Entretanto a minha irmã falou-me maravilhas dos shampoos, apesar de ser fiel a duas marcas Pantene para os rapazes e Loreal para mim,
experimentei e só tenho uma coisa a dizer - Fixe, o meu cabelo ficou bem hidratado e brilhante nunca, se continuar assim a ho que não vou querer outra coisa!
Os frascos mais pequenos 250ml acho eu, custam cerca de 3.49€ mas valem cada cêntimo, vos garanto porque eu que tinha de usar sempre máscara nas pontas secas e agora já não. O que estou a usar agora é o de leite de aveia e geleia real para cabelos normais, mas já comprei o de maçã vou experimentar a seguir.
Se estão a pensar que a Petit Marseillais me ofereceu alguma coisa em troca deste post, enganam-se! Estou a recomendar porque são efetivamente bons, pelo menos para mim e para as minhas necessidades. Se entretanto eles me oferecerem qualquer coisinha eu agradeço :) e partilho convosco também.


shampoo maravilha

gel duche
 E pronto é isto, se por acaso também usarem algum destes produtos, façam o favor de me deixar aqui a vossa opinião.
beijinhos e boa semana!

domingo, 7 de Abril de 2013

Apresento-vos a minha Mini-Horta

Olá!
Espero que tenham aproveitado tão bem o fim-de-semana como eu.
Passeei, fiz limpezas e arrumações, fiz compras económicas e pude alterar umas coisas na decoração da minha sala, enquanto no ganho o Euromilhões para contratar a Ana Antunes.
Mas o fim-de-semana começou logo na sexta-feira, porque mal saí do trabalho fui comprar o resto do material que me faltava para concluir o projeto da Mini-Horta e deitei mãos à obra. Nem o frio e o vento que estava gelado me demoveram da ideia, só me dei por satisfeita quando acabei de semear e plantar tudo o que tinha comprado, já passava das 20h e a fome era mais que muita!
E pronto, para já está assim, apesar de ainda ter 3 caixas vagas e vontade de semear outras coisas.

Caixa com alfaces 3 variedades, no vaso alface e courgette


Germinação -  uma caixa com alfaces várias qualidades e outra com pimentos e pepinos

Os morangueiros que comprei no LIDL
Courgettes, pimentos e tomate cereja

Os morangueiros estão grandes e já tem alguns frutos :)

aspeto geral 1


apeto geral 2
vista aérea e a casa dos pássaros, acho que ainda está vaga :(

prateleiras com ervas de cheiro

cebolinho orégãos e salsa

hortelã normal e hortelã chocolate - em vaso porque é muito invasiva
Acho que ficou engraçado, espero que vos inspire a criarem a vossa hortinha também.
Beijinhos e votos de uma boa semana.

terça-feira, 2 de Abril de 2013

Vai ser desta que vou ter uma mini horta iupiiiii!

Amigos e amigas, estou tão contente que tenho que partilhar isto convosco já já já!
Não era só o mau tempo que andava a estragar-me os planos para fazer a minha hortinha no jardim, também não conseguia encontrar as caixas de madeira.
Eu procurei, o meu marido também foi incansável, chegámos a ver na Agriloja um kit já preparado para esse efeito, mas que custava 50€ e era grande, além disso a ideia era reciclar e não gastar dinheiro em equipamento todo xpto.
Entretanto as caixinhas foram ter lá a casa, pelas mãos de um amigo do meu marido, que se Deus quiser e o S. Pedro ajudar, há-de comer umas boas iguarias com produtos da minha produção.



Vai ser aqui neste cantinho que vou colocar as caixas, optei por esta solução para não estragar o jardim.


Agora as minhas meninas estão a secar, para depois lhes poder aplicar verniz de forma as proteger da chuva e já não vejo a hora de poder as poder "rechear" com estas coisas boas que aqui vos mostro e outras que entretanto vou comprar.
 


A mim e às minhas querias mãos é que não haver verniz que nos valha, depois desta trabalheira toda  ontem à noite de volta da manicure, hoje vou estragar tudo, mas vai valer a pena porque quem corre por gosto não cansa!